Como a forma como somos cuidados em nossos primeiros anos de vida irá impactar em nossas vidas futura. Qual a importância das relações estabelecidas para nosso desenvolvimento emocional e psicológicos? Como será nossa interação social, emocional no futuro? Na verdade, é necessário olhar com maior responsabilidade e respeito para nossos primeiros anos de vida.  Mas, por quê?

“Como a gente pode pensar em um mundo de paz,

de colaboração e de bem-aventurança

onde o começo da vida não é levado em conta?”

– Vera Cordeiro | Médica e Fundadora da Fundação Saúde Criança (Brasil)

No último fim de semana assisti ao documentário O Começo da Vida, na Netflix, e me encontro tomada pelo encantamento – e noção de responsabilidade -, proporcionados pelo filme, com a sensação de que todo ser humano, não apenas pais e mães, devem assisti-lo. E essa, a ideia de que todos somos responsáveis pelos anos iniciais da vida de um indivíduo, é um dos propósitos do filme.

Durante séculos, entendemos bebês e crianças como tábulas rasas, nas quais depositamos nosso conhecimento. Atualmente, a neurociência comprova que nestes anos iniciais somos dotados da capacidade de explorar e descobrir o mundo, construindo nosso próprio repertório.

“Os cérebros dos bebês são “máquinas incríveis de aprendizagem’.

Antes, pensavam que eles nasciam como ‘tábulas rasas’,

mas hoje descobriram que os bebês já nascem sabendo

de muitas coisas que estão ao seu redor.

Começam a aprender desde o momento que estão no útero materno.”

– Alisson Gopnik | Psicóloga e professora da Universidade de Berkeley (EUA)

O filme aborda a importância da interação entre adultos (mães, pais, avós, babás, educadores) e bebês/crianças, para que estes tenham um desenvolvimento saudável, questiona como a sociedade e mercado de trabalho não são preparados para compreender a importância de se dedicar aos primeiros anos de vida de uma criança. Também trata de desigualdade social, gênero e outros temas essenciais que contribuirão na formação de cada pessoa.

Sinopse

O Começo da Vida é um documentário que mostra a importância dos primeiros anos da vida de uma criança. Dirigido por Estela Renner (Criança, a Alma do Negócio, Muito Além do Peso) e produzido pela Maria Farinha Filmes (Muito Além do Peso, Tarja Branca, Território do Brincar), o documentário foi filmado em nove países. Estela entrevista especialistas no desenvolvimento infantil e visita famílias das mais diversas culturas, etnias e classes sociais, para descobrir que proporcionar um ambiente com amor e segurança para as crianças nessa fase é o maior investimento que se pode fazer na humanidade.

Trailler

Por que é interessante que todos assistam ao documentário? Acredito que vivemos uma época na qual a noção de uma sociedade mais harmônica e equilibrada nasça de uma construção coletiva. Não importa tenhamos filhos ou não: a responsabilidade pela formação de um ser humano e compartilhada.

Veja o filme e comente aqui o que achou. 😉

______________________

Imagem, trailer, depoimentos e sinopse: O Começo da Vida

O Começo da Vida está no Netflix e segue em cartaz no Itaú Cinemas Augusta e Pompéia.