Você já parou para analisar como anda a comunicação da sua marca com seus clientes? Seja através das mídias sociais, por e-mails, pessoalmente ou por telefone, sua forma de comunicação tem sido a mesma?

Tendo uma empresa grande ou pequena, o fato é que receber um mau atendimento sempre gera uma repercussão muito maior do que ser bem atendido. E nem todos os clientes mal atendidos dão o mesmo tipo de feedback desenhado e educado como a Gica fez com a Oppa Design.

Para evitar qualquer tipo de situação chata com seu cliente, você tem que ter em mente que credibilidade, confiança e carisma são coisas que, quando perdidas, já era! Diria que raramente o cliente mal atendido ainda dê uma segunda chance para a marca, e com certeza você não quer dar esse vacilo, não é?

Por isso. algumas dicas são muito válidas, como investir em treinamento para sua equipe de atendimento, para que todos estejam alinhados com o propósito e a linguagem da sua empresa. Caso seja você próprio quem atende seus clientes a coisa se torna mais simples, mas exige cuidado.

Eu mesma já passei por uma situação bem desagradável. Uma pessoa de uma determinada empresa sempre me atendia de forma extremamente gentil e atenciosa nos e-mails que trocávamos. Quando tivemos a oportunidade de nos conhecer pessoalmente, foi desanimador. Aquela mesma pessoa que me atendia bem de forma online, pessoalmente mal olhou para mim, e ainda me respondia de forma seca e ríspida, nem parecia que era a mesma pessoa!

Um outro exemplo é ter a comunicação nas mídias de forma bem humorada e divertida e o atendimento pessoal ser completamente diferente. Por isso reforço que TODAS as formas de comunicação da sua empresa devem ser iguais, caso contrário o público vai achar que sua marca sofre de uma esquizofrenia de comunicação muito grave.Você deve criar uma personalidade para a sua marca, como se ela fosse uma pessoa; é por isso que as pessoas se identificam mais com uma marca e menos com outras.

Parece desnecessário, mas é bom lembrar: Educação e gentileza são fundamentais no atendimento, isso é algo que todo mundo tem a obrigação de saber. Evite criar aquele climão esquisito entre sua marca e seu cliente.

Se você trabalha fazendo o que ama, faça isso transparecer aos seus clientes. Nada nos enche mais de amor do que poder comprar ou trabalhar com uma marca a qual seu fundador faz transbordar aos olhos o amor que tem pelo que faz.